sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Crise Econômica Mundial - Como Prevenir-se

Crise leva banqueiros de Londres ao desânimo e a doenças

Submetidos a pressão crescente, executivos sofrem com estresse, depressão e insônia.


Estresse, depressão e insônia são três dos males mais frequentes observados na City de Londres, onde os tubarões das finanças estão submetidos a uma pressão crescente, devido à crise, a ponto de alguns executivos de alto escalão terminarem jogando a toalha.

Foto: Leon Neal / AFPAmpliar
Antonio Horta-Osorio, do Lloyds Banking Group, pediu licença médica por estresse
O conselheiro delegado do Lloyds Banking Group, o português Antonio Horta-Osorio, foi a primeira baixa. Ele anunciou, no começo deste mês, para surpresa geral, que entrava de licença médica até o final do ano, por "problemas de saúde". Segundo a imprensa londrina, é mais uma vítima do esgotamento.
A notícia causou inquietação entre os investidores, num momento em que o banco tenta atravessar o redemoinho da crise na Zona do Euro, e em meio à queda de suas ações na Bolsa de Londres.
O caso é sintomático; os profissionais mostram-se desalentados, explicou Michael Sinclair, diretor clínico do City Psychology Group, que cuida dos financistas da City e de Canary Wharf, o novo centro de negócios londrino.
"Há claramente um aumento de pessoas com problemas ligados ao estresse, a transtornos causados pela ansiedade ou depressão", relatou o psicólogo à AFP.
Os sintomas físicos associados a essas doenças são variados: dores de cabeça e na coluna, problemas cardíacos, insônia.
Sinclair constata "um aumento do número de consultas médicas devido ao clima econômico", em consequência da crise financeira de 2008/09 e, agora, a da dívida na Zona do Euro.
"As coisas mudaram desde a recessão" de 2009, confirma Cary Cooper, professor de psicologia da Universidade de Lancaster (noroeste).
O número de empregos foi reduzido e a carga de trabalho aumentou no setor, onde corretores, banqueiros e administradores de fundos temem perder seu trabalho.
Neste mundo, o trauma de setembro de 2008 está muito presente: 4 mil empregados londrinos do banco americano Lehman Brothers, quebrado, perderam seu trabalho da noite para o dia, ficando na rua com seus pertences sob o braço.
As perspectivas atuais não são muito mais afáveis, uma vez que os empregos no setor de finanças da City vão cair, este ano, ao nível de 1998, segundo estudo recente do centro de pesquisas CEBR.
"A maioria dos que trabalham no setor financeiro não admitem os problemas, porque isso poderia torná-los mais vulneráveis e suscetíveis de perder o emprego", afirmou Cooper.
Essa síndrome de "depressão do executivo" vem sendo agravada pela impopularidade da profissão na opinião pública, escandalizada pelos colossais montantes de alguns bônus pagos aos dirigentes, num momento em que o restante do país é obrigado a apertar o cinto.
Além disso, os bancos são considerados responsáveis pela crise, uma vez que uma parte deles teve que ser resgatada com dinheiros dos próprios contribuintes.
"As pessoas não sentem nenhuma compaixão por eles", confirma Cooper.
Em consequência, para fugir aos problemas, muitos dirigentes procuram "o pub depois do trabalho, com mais frequência do que deveriam", assinalou o médico Michael Sinclair.
"Mas, rapidamente, a solução se transforma em problema, principalmente se a pessoa passa, também, a ingerir drogas para se afastar dos dissabores, como a cocaína", confessou ao Times um "corretor arrependido", Geraint Anderson, que está ganhando fama como escritor, ao expor a falta de rumos de seu mundo.
Fonte: IG

Comentário

Esta é mais uma matéria que evidencia o colapso econômico mundial, resultado do alto investimento e ambição da cúpula do Banco Mundial. Como já afirmei em outras matérias, crise é o nome da ferramenta que as elites globalistas utilizam para baterem suas metas e realizarem seus objetivos. Breve  teremos mais notícias de outros países que faliram assim como a Grécia (Veja aqui outras notícias sobre). Nenhuma das nações estão imunes a esta operação porque o que foi determinado se cumprirá. É necessário que tudo isto aconteça para que se estabeleça o governo supranacional conforme buscam os líderes do G7 e seus investidores. Em seus planos as nações deverão estar sob o mesmo poder político, econômico e religioso. Sem esta unificação será impossível presidir sobre o planeta como se fosse uma só nação. Tornando a miséria um problema comum mundial todos os povos ansiarão pela mesma resposta, não importando se ela venha de Deus o do diabo, pois afinal, quem quer viver em uma situação semelhante a da Africa? Lá, o rigor dos globalistas tem sido maior em razão de sua economia e sua cultura não possuírem os atributos necessários exigidos pela Nova Ordem Mundial. 
Quando todos estivermos encerrados sob o mesmo rigor de miséria surgirá a proposta dizendo mais uma vez a uma só voz: We Are The World - Um só povo, um só governo, uma só economia, uma só religião. Tudo parece lindo maravilhoso se maravilhosa também fossem as intenções com as quais estão buscando esta unificação. 
A economia deste sistema não se permitirá movimentos comerciais senão por meio da moeda digital. Todos, pequenos e grandes, ricos e pobres deverão utilizar o chip para serem reconhecidos pelo sistema econômico mundial. Nesta situação ninguém poderá comprar nem vender nem realizar qualquer tipo de transação comercial porque o dinheiro que nós conhecemos hoje deixará de existir. Sim, ele será exterminado nesta crise dando lugar para a moeda digital.

Alternativas de Escape
Talvez você pense que eu não tenho entendimento do que estou colocando, no entanto a fonte de onde tiro estas informações tem se mostrado fidedigna, mas ela não seria tão eficaz se não me desse também soluções para que me precavesse de tais manobras maléficas. Quando tudo isto estiver em seu auge eu e minha casa estaremos preparados e prontos para resistir aos ventos fortes. Este estar prontos possui dois pilares: um espiritual e outro material. É sobre isto que eu quero tratar neste artigo. A questão espiritual entrarei em um outro momento, falarei da questão material. 
Pare um pouco para pensar e coloque sua imaginação para funcionar contemplando você dentro desta situação. Use a África como referência e pergunte-se: Como seria a minha história? Quais seriam as minhas chances? Como estaria a minha família?   Estas perguntas nos arremete de encontro ao caos mas ao mesmo tempo a uma reflexão que poderá mudar nossos hábitos e planos. A mais de vinte anos, como já mencionei, eu aguardo o momento do cumprimento destas previsões e pelo menos a 8 anos tenho tomado posição para me preparar para o cumprimento delas. Primeiro busquei compreensão sobre como funciona a economia, políticas internacionais, tecnologia e  seus rumos. Enfim, tudo o que faz parte do assunto em questão. Uma vez possuindo esta compreensão iniciei um planejamento visando não somente a situação em si, mas todos os benefícios que tais mudanças me trariam de imediato. Tudo isto em minha mente ao longo do tempo resultou em atitudes positivas. 
Qual é a chance do homem do gelo no sertão nordestino, ou quais são as possibilidades que uma pessoa que nasceu e vive desfrutando dos shopping centers das cidades grandes de repente ter que viver na selva amazônica? Sem a devida adaptação e conhecimentos dos recursos naturais as chances são mínimas. Sendo assim, vindo acontecer o que é previsto, entre ter que lutar pela sobrevivência e submeter-se a uma tirania, qual seria a escolha mais viável do seu ponto de vista? 
Não adianta lutar contra os poderes usando as armas dos próprios poderosos. A maneira eficaz de revolução chama-se autosustentabilidade. O cão que morde a mão que detém sua ração é candidato a casaco de pele. Quanto menos dependermos do sistema dominante menos seremos afligidos. Este é o momento de voltarmos nossos olhares para o campo, aprendermos de onde podemos tirar água, energia, alimentos, remédios e tantos outros produtos que conhecemos somente embalados e contendo alguma logomarca. 


A terra foi criada com todos os recursos para que todos nós desfrutássemos dela, mas alguns se apossaram de tudo e a esconderam do restante. Se você mora na cidade de São Paulo como eu morei até 3 anos passados talvez não saiba a qualidade de vida da qual desfruto com minha família a menos de uma hora da grande metrópole e isto por um terço dos custos que antes estavam sobre meus lombos. Se você não entendeu eu vou esclarecer: Estou construindo minha sustentabilidade. Não sei quantos anos pela frente ainda teremos até que estes planos elitistas se consumem, mas quando tudo isto se consumar, por pior que seja, minhas chances serão maiores do que as de antes. A terra possui tudo o que precisamos, façamos as pazes com ela e a conheçamos o melhor possível. Sustentabilidade está voltado ao relacionamento com a criação de Deus. Tudo o que você investe a natureza retribui. Ela foi criada para nos dar sustento, assim sendo, adotei sistemas ecológicos e sustentáveis e neles estou  investindo e posso afirmar que em termos de conforto e economia supera as expectativas. Breve estarei dizendo adeus para a SABESP, ELETROPAULO, PETROBRÁS entre outros. O investimento é retornável em até 3 anos dependendo do consumo de cada um. 
Você acredita que a menos de 70 km da capital paulista exista um lugar de ar puro, rios de águas limpas, cascatas cristalinas, baixíssimo índice de criminalidade, rodovias sem congestionamentos? Talvez isto não seja o seu sonho de consumo, mas pense nisto como uma segunda alternativa. Invista em um refugio sustentável a longo prazo que em uma emergência fará toda a diferença. 
Aguarde que em breve publicarei mais dicas sobre sustentabilidade e seu custo/benefício.



*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *






Propagandas intrigantes. Você sabe o que é um Bunker?




O vídeo abaixo é de uma propaganda  veiculada nas tvs norte americana. Sutilmente o governo americano esta dando seu recado, é claro que a proposta não é direcionada para todos os públicos. Confira e tire suas conclusões.









*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *


No site da empresa Bunker Brasil você pode ler a seguinte declaração:

Embora os efeitos das ameaças convencionais, como terremotos, tempestades, EMP, sobre-pressão Blast e armas químicas, radiológicas e biológicas sejam bem conhecidas e facilmente mitigadas por nossa Equipe e também por muitas outras equipes estrangeiras atuantes nesta área, os possíveis efeitos do cenário e ameaças previstas, para acontecerem entre os anos de 2013 e 2014, criaram a necessidade para todos nós de expandir teoricamente novas análises para a identificação da antecipação de ameaças e as medidas de mitigação.

É importante notar que em nenhum lugar, bem como que nenhuma das profecias Maias diga incondicionalmente que o próprio mundo vá acabar em 21/12/2012. O que os Maias fizeram, foi dizerem que o mundo como nós conhecemos, entrará em um momento de mudança nesta data e que 21 de dezembro de 2012 é a data final do ciclo de 13 baktun da longa contagem no calendário Maia, que na filosofia Maia equivale a um ano na Idade Mundial. Como nós respondermos a essa mudança irá definir como experimentaremos nossas vidas na próxima época de existência. Poderia muito bem ser o início de mil anos de paz na Terra ou um momento de catástrofes sem precedentes, ou talvez uma mistura de ambos. Leia +



*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *


Eu não espero o fim do mundo, isto não ocorrerá e nem creio em profecias maias, no entanto sei que grandes transformações ocorrerão em todo o planeta. Mas porque será que muitos em todos os países estão se preparando para algo que por algum motivo não querem tornar público? A matéria abaixo está no site da BBC.


Espanhóis criam bunkers para se proteger do 'fim do mundo'

"Porém, não é uma casa. Seu uso é para emergências. Para ter acesso aos bunkers é preciso pertencer à cooperativa, assim evitamos especulações com os preços." Leia +






Share:

3 comentários:

  1. olá irmão, a preparação com meios sustentaveis não seriam para o pos-arrebatamento como um meio de minimizar as ações da grande tribulação já sendo dirigida pelo anti-cristo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Davi! Independente da grande tribulação, os meios de sustentabilidade é a melhor situação para qualquer um de nós no que se refere a carga tributária. Quanto a questão em foco, quero despertar sua atenção para Mt 24:

    "Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
    E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. " Mateus 24:21-22

    Qual é o evento que irá acontecer para evitar que os escolhidos sejam tratados como os impios? A resposta está no verso 27:

    "Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem." Mateus 24:27

    Como relâmpago é a vinda intermediária que somente os que serão levados poderão ver. Ele passará como relâmpago levando sua igreja. Sua vinda como Senhor deste planeta ocorre nos versos 29 e 30:

    "E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
    Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." Mateus 24:29-30

    Estes versos de Mt 24 são os mesmos de Apocalipse:
    "E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça.
    E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.
    E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus.
    E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.
    E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso." Apocalipse 19:11-15

    Lendo todo o texto você perceberá que esta é a vinda permanente do Messias. Esta será a manifestação que todos os povos poderão ver. Por falta desta distinção entre as duas manifestações de Cristo a escatologia se dividiu em muitas partes como você deve saber. No entanto este texto de Mateus é muito claro que são duas vindas. Como relâmpago só os eleitos vêem, depois de algum tempo todos o vêem descendo do céu.



    Em outras matérias expliquei que o anticristo e a besta são elementos distintos. A besta é o nome bíblico deste sistema governamental de 7 potências e 10 supernações, enquanto que o anticristo é quem presidirá tudo como presidente supranacional tendo a ONU como congresso supranacional. Isto é hoje, já estamos vivendo esta realidade. O comércio eletrônico já foi implantado, a moeda digital já é operante, os países já estão informalmente globalizados o sistema 666 é o recurso tecnológico que fiscaliza todas as operações comerciais e informalmente, esta sendo implantado nas pessoas todos os dias. Quem está fazendo isto? O sistema chamado besta.

    Se você ler II Tes. cap 2 verá Paulo dizendo que o sistema da injustiça operava no tempo dele, mas que o iníquo se manifestaria publicamente somente quando "um" não mais o impedisse. Cremos ser este o Espírito Santo. Ele impede a manifestação do iníquo (anticristo) e não a ação da besta que é o sistema político. Repense seus conceitos escatológicos, porque as interpretações dos que falaram sobre o assunto já furaram. Estude as profecias e compare com o seu hoje. O arrebatamento não será o fim. O fim será o conflito no vale do Armagedom quando não haverá mais necessidade de crer porque todos os olhos verão...

    ResponderExcluir
  3. Assim que o dólar se extinguir de vez como está previsto para dar lugar a moeda digital chamada O Fênix, o sistema 666 poderá ser movimentado somente via chip, e uma vez que o governo estabelecer que isto se fará somente por meio do implante do chip na pele o que você acha que irá acontecer? Quando o anticristo se manifestar todos os recursos estarão prontinhos para serem administrados por ele. Não espere que ele pessoalmente implante alguma coisa, pois todas as potências estão trabalhando conjuntamente para estabelecer o governo supranacional e a nova ordem mundial e formaliza-los diante de todos os povos.

    Quando ele se manifestar durará apenas 42 meses até o grande conflito. Neste período a igreja não estará mais aqui, no entanto tudo indica que não será ele quem marcará todos os povos com o número em sua pele porque isto já está em ação por meio da besta.

    Att. Marcelo Alberto

    ResponderExcluir

Todo os comentários serão muito bem vindos desde que seja com responsabilidade. Ao fazer críticas, elogios e sugestões use do bom senso. Não serão publicados textos que não respeitem estas regras.

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support