terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

É a Noiva ou a Impostora?





"Mas tu lhes dirás as minhas palavras, quer ouçam quer deixem de ouvir, pois são rebeldes." Ezequiel 2:7

“Quem não é por mim, é contra mim, e quem comigo não ajunta, espalha”. Mt. 12:30

A grande confusão que a teologia contemporânea disseminou no mundo cumpre esta palavra.

As antigas heresias como também as novas fazem com que o corpo doutrinário do sistema religioso cristão seja uma grande colcha de retalhos.

Isto faz lembrar de Cristo dizendo:  "Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha, porque semelhante remendo rompe a roupa, e faz-se maior a rotura.

Nem se deita vinho novo em odres velhos; aliás rompem-se os odres, e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; mas deita-se vinho novo em odres novos, e assim ambos se conservam."
Mateus 9:16-17

Quando se fala em reforma da igreja, é preciso considerar que se trata da doutrina da igreja católica em processo de reparos por meio dos seus dissidentes. Ela é a roupa velha, é a trama de fios de seda com fios de juta, é a mescla do paganismo com cristianismo, é a bebida misturada (doutrinas) servida ao mundo, é a prostituta que se deita com os diversos deuses e diz ser a esposa de Cristo. Todos os seus dissidentes tinham contaminações, e na medida que serviam água, alguma impureza também era servida. Não há nenhuma vertente ainda nos dias de hoje que esteja livre destas contaminações, e nem poderá haver enquanto instituição, porque todo aquele que se estabelece recorre ao mesmo modelo hierárquico que corrompe os homens.



A história evidencia que desde que o imperador romano, Constantino, entrou para a igreja de Roma, aos poucos a foi tomando e assim ela foi deixando de ser a igreja de Cristo e tornou-se na igreja do "Sol", a igreja de Horus, o deus de Constantino. O novo redentor que a comprou com suas riquezas, lhe concedendo poderes, levando-a de perseguida à exaltada sobre todas as demais. Da hospedeira fez uma potente pirâmide hierárquica. 

Horus agiu como um vírus mutante entrando no organismo da igreja, assumindo a forma de Cristo, usando-a para se perpetuar. Modificou as bases da fé, elegeu uma classe mediadora, subjugou os demais com a mesma sede de sangue que sempre teve desde os grandes dias de Roma. Aos que não pôde destruir, baniu para longe a fim de estabelecer seu novo reinado. Assim nasceu a Grande Babilônia e o culto ao homem, tornando o cristianismo numa religião ecumênica, sincretista, forçando os pagãos a confessarem sua supremacia.

Tudo isto fez Horus, o deus sol  por meio de Constantino, quando se fez passar por Jesus Cristo ao conceder-lhe a vitória sobre os seus adversários. Horus sabia que quebraria os principios fundamentais da Sã Doutrina entre os crentes  implantando na igreja a contra-cultura por meio do povo pagão.

Assim, literalmente o joio foi plantado no campo de trigo, cumprindo a parábola profética de Cristo.  Dessa fusão nasceu o sistema religioso cristão, que com o passar dos tempos se tornou o grande dragão vermelho devorando e quase exterminando os descendentes da mulher (Ap. 12) os quais se refugiaram nas colinas distantes por séculos e séculos.  



                    A "Conversão" do Imperador Constantino 
                    



Não tenho dúvida que Lutero e os reformadores estavam dotados de boa intenção (nem todos), porém, dos seus esforços para remendar a roupa velha, o grande dragão vermelho se converteu em uma besta com dois chifres de cordeiro, a qual engana todo o mundo e também os crentes com seu modelo de autoridade eclesiático, formatando todos os seus fragmentos em piramidizinhas semelhantes à sua matriz, mantendo o mesmo sistema de governo nicolaíta.

Horus sabe que separando uns dos outros é mais fácil governar e sustentar a negação a respeito de Cristo como sendo enviado de Deus. E divididos os manterá até que finalmente seu principal objetivo seja conquistado. Então, unificará nele todos a quem manteve enganados, apresentando-se como o Sol da Justiça e ícone absoluto da paz e segurança mundial. E isto fará pelas mãos de seus nicolaítas, sacerdotes do Sol.

 "Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem. Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio."  Ap. 2. 15-16

As tradições dos homens continuam ditando as leis, por isso não podem ver além dos olhos humanos.  E pior, impedem os que querem enxergar de verem também. Falta ao novo nascido o modelo fiel no que se refere à doutrina. Os "ungidos de Deus" são bons demais e intocáveis para admitirem que estão confusos. Sua fidelidade às teologias híbridas continua levando para a fogueira da inquisição a quem se atraver "reformá-las". Usam o patrulhamento ideológico e tantas outras táticas para desmoralizar a quem oferece algum risco à sua base de poder.

Assim, a Grande Babilônia piramidal, geradora de pontífices, vem se fragmentando, e semelhantemente a uma planária, prolifera-se em toda a face da terra.


                                          No áudio há explicação sobre o que é nicolaítas.




As diversas interpretações das Escrituras Sagradas e consequentemente as milhares de igrejas evangélicas que podemos ver  são a prova de que o povo que se autoproclama cristão está confuso. Cada qual arrasta a brasa para sua sardinha. O que importa é afirmar a autenticidade de sua vertente.

Isto tem um agravante. Qual?

"Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste." João 17:21

As igrejas confusas negam que Jesus é enviado de Deus porque não falam a mesma língua. E isto que nos revela a identidade da Grande Babilônia: A confusão das línguas. 

Cada qual tem sua interpretação particular a respeito de muitos pontos teológicos e assim se dividem, se matam, se destroem. Embora falem do mesmo Cristo, não o conhecem de fato, porque se realmente o conhecessem, não estariam promovendo tantas divisões, quebrando a Lei.

Que Lei? Não estamos debaixo da graça?
Em qual graça foste remido que te permite ser como um ímpio, negando o amor ao próximo e negando a Cristo com suas doutrinas separatistas e hipócritas?!


A igreja de Atos, embora estivesse organizada em muitas congregações, sendo uma em cada cidade, sustentava a mesma teologia: a Sã Doutrina.

"E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum." Atos 2:42-44

É evidente que isto não funciona mais hoje. Os apóstolos se foram e com eles as suas doutrinas. As coletas que Jesus os ensinou para que fizessem a fim de dar o que comer ao povo, nas mãos dos nicolaítas tomaram outro rumo. São destinadas para construção de templos suntuosos, que agregam altas despesas entre muitos outros custos desnecessários para o rebanho. Os cães gulosos desviam os recursos dos pobres para os ricos possuindo mansões, veículos caros, pagando altos impostos de seus bens particulares entre muitas outras coisas... A perseverança que hoje há baseia-se em heresias dos seus pais na fé, a quem seguem olhando para o lucro.

"Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos. E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus.
Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.
O maior dentre vós será vosso servo." Mateus 23:8-11

Estes valores estão completamente abandonados nas doutrinas eclesiáticas. Pregam o nicolaísmo puro e amaldiçoam a quem foge de suas ratoeiras.

Deste ponto de vista resta somente uma interpretação: tudo isto realmente é a Grande Babilônia ou Cristo não é quem disse que é. Porque o verdadeiro testemunho a respeito de Cristo se consumou somente na igreja primitiva que era unificada. Não é o que se vê nos dias de hoje, as mensagens de comunhão se resumem no máximo aos irmãos do mesmo seguimento teológico.

Ao passo que cada instituição religiosa é uma pequena pirâmide na composição da grande pirâmide, formando um todo, e assim, juntas, sustentam o sistema religioso cristianizado denominado bíblicamente como: Grande Babilônia.

É certo que nesta Grande Babilônia se encontram muitas pessoas fiéis, verdadeiras e sinceras, porém limitadas nos parâmetros que seus líderes nicolaitizados sustentam para manter a hierarquia anticristã romana. E ao longo do tempo vão minando a fé destas pessoas com tantas futilidades espirituais e fardos pesados que estagnam quando não matam a fé, transformando os neófitos em prosélitos.


Então, o que fazer?

De um forma objeta? Nada podemos fazer para "reformar" a igreja. A corrupção tomou conta e sua recuperação está acima da capacidade humana. Mas, há algo que nos compete: 

"Saí do meio dela, ó povo meu, e livrai cada um a sua alma do ardor da ira do SENHOR. E para que porventura não se enterneça o vosso coração, e não temais pelo rumor que se ouvir na terra; porque virá num ano um rumor, e depois noutro ano outro rumor; e haverá violência na terra, dominador contra dominador."  Jeremias 51:45-46


"E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." Apocalipse 18. 4

Dominador contra dominador...sai dela ó povo meu e livre sua alma da ira. Abandone suas práticas perversas, lave-se no sangue do cordeiro rasgando vosso coração, quebrantando-se, voltando-se ao Senhor, buscando o reino de Deus e sua justiça em primazia em sua vida.

Muitos estão aí pregando que a igreja será arrebatada em um momento de paz dizendo que ela não verá sofrimento, nem perseguição. Não é isto o que Jesus Cristo afirma em sua doutrina. Entre os muitos textos, recomendo que leiam com mais atenção o capítulo 24 de Mateus. Confundiram o dia da ira com o da tribulação do últimos dias, como se já não estivessemos em meio a ela há muito tempo.

Observe os irmãos da China, da Coréia do Norte, do Afeganistão, do Irã... Esta é uma visão curta da realidade que estes intérpretes comodistas possuem. Além da apostasia em que estamos profundamente metidos que em si mesma é uma ferramenta de corrupção do corpo, sem falar das novas políticas estabelecidas que militam contra os cristãos por quebrarem as doutrinas pétreas do evangelho de Cristo, como já tenho falado em outros textos ao denunciar o marxismo cultural.

Temos nos países comunistas os cristãos sofrendo dores de parto, expressão bíblica usada para se referir à tribulação. Iniciou como princípios das dores lá em Jerusálem no império romano, entrou na idade média e vem até hoje assassinando cristãos que a própria ONU teve que reconhecer tratar-se da religião mais perseguida na história, atingindo aproximadamente 500 milhões cristãos ao longo destes 2000 anos. É obvio que isto tende a piorar na medida em que o paganismo for assumindo o governo de país em país, como se pode ver ocorrendo agora aqui no ocidente.

Caso ainda não tenha observado, o comunismo vem tomando conta também do Brasil. Não tardará estaremos sob os mesmos conflitos que os cristãos orientais. Não é preciso nem ir tão longe. Temos aqui ao lado países onde a igreja é duramente fiscalizada.


                              A igreja de Cristo na Coréia do Norte

                          

Quem diz o contrário é porque está cego ou porque tem má intenção. Estão enganandos e enganando aos simplices, aos leigos. Estamos vivendo um momento que exige reflexão, que exige examinarmos a nós mesmos e perguntarmos: Será que se for preciso, serei fiel até a morte?

É hora de revermos nossos conceitos e compará-los com as Escrituras. Chega de deixar sua vida espiritual nas mãos de outrem. O seu maior bem é sua vida espiritual. Não confie em quem quer que seja para administrá-la. Assuma seu sacerdócio pessoal. Conheça as Escrituras Sagradas.

É inevitável que o comunismo venha sobre nós e cumpra a parábola das 10 virgens, assim como já acontece no oriente.

A igreja perseguida se torna uma só, sem placas, sem diferenças em amor porque no meio do fogo, na prática entre a vida e a morte, somente aquilo que é precioso permanece, o resto vira fuligem.

Portanto, assim como Israel ao se corromper por diversas vezes foi entregue nas mãos de seus opressores  para que todo o povo não fosse completamente corrompido por seus líderes traidores, desviados de Deus,  a igreja também será. Assim já é no oriente e também será no ocidente.  Seus líderes corruptos serão confundidos, muitos se tornarão agentes do estado e suas sinagogas, agências de fiscalização, outros serão caçados e mortos. Assim o Senhor quebrará o jugo do engano que está sobre seu povo. E a virgem prudente, aquela que guardou o que recebeu desde o princípio se divorciará do jugo desigual porque seus princípios e valores são inegociáveis, ainda que lhe custe a vida.

Não tema ó pequenino rebanho! O Senhor se agradou em lhes dar o reino. Não muito mais tardará para que se cumpra tudo quanto lhes tem anunciado pela boca de seus servos os profetas e por fim pela boca de seu próprio Filho. Assim diz a Palavra do Deus fiel.  

Os que se tornaram materialistas, preferindo o pão que perece. perecerão com sua escolha. E aqueles que sustentam seu luxo na miséria alheia, que devoram a carne do quebrantado, do órfão e da viúva, dizendo: É para a obra do Senhor, perecerão na ira do Deus zeloso.

Igreja do Deus vivo, as trombetas já soam. Levante os olhos ao alto, e alegre-se, porque a nossa redenção já está à porta. Mais um pouco na noite adentro e as trevas se dissiparão na Luz da aurora. 

No entanto, nenhuma destas coisas acontecerá sem o fogo que purifica o ouro e a prata. Porque como o fogo o Senhor se coloca sobre esta nação adúltera e perversa para  julgá-la e para santificar os seus.

Este fogo que foi aceso desde o oriente até o ocidente fará com que os esforços humanos sejam inúteis, nada o impedirá. O que tem que cair, cairá e o fumo da ira queimará a palha, o feno e a madeira. Mas haverá regozijo em que o irmão encontrará seu verdadeiro irmão e juntos celebrarão e entoarão cânticos agradáveis ao Senhor.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Todo os comentários serão muito bem vindos desde que seja com responsabilidade. Ao fazer críticas, elogios e sugestões use do bom senso. Não serão publicados textos que não respeitem estas regras.

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support