quinta-feira, 23 de junho de 2016

REGULAMENTOS DO CULTO VERDADEIRO.

PARA QUEM QUER ENTENDER O QUE É CULTUAR DE VERDADE, É DIRIGIDO ESTE TEXTO:

O que foi escrito sobre cultuar a Deus pode ser notado claramente em Mt 6 com a orientação de Jesus. Alí ele está fazendo um contraste entre o jeito ERRADO que os fariseus cultuavam com a maneira correta de se cultuar:

"Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente. E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, vós orareis assim: Pai nosso"
Mateus 6:1-9


Outra parte disto é o que ele ensina à mulher samaritana:
"Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade." João 4:19-24


Adoração verdadeira, segundo lemos, implica em adorar em espírito e em verdade. Muitos vivem repetindo este verso sem ter a menor noção do que se trata. A primeira parte diz sobre adora em espírito, refutando o fato de ter que estar em algum lugar, aqui ou acolá.


Em espírito implica saber que o local da adoração é no seu íntimo, a partir de si mesmo. Não é o local onde se está o importante, mas quem adora, o adorador. A segunda parte é adorar em verdade e, isto não tem a ver com quem adora, mas com o que seja realmente a verdade e, ela é uma só: 
"Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade." João 17:17

Isto quer dizer que eu devo adorar segundo o que me foi ensinado, minha adoração tem que consistir em pratica de vida, adorar a Deus a partir de mim mesmo e segundo o padrão que estabeleceu em sua doutrina, a palavra dele. Então devo adorar a partir de mim mesmo e segundo o que está escrito.

Pensando nisto Paulo escreveu à igreja:
"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:1,2


Quando juntamos todas estas coisas, fica muito fácil entender que culto verdadeiro é o que eu faço no meu dia a dia e isto não tem nada a ver com o ajuntamento.  Até mesmo o cântico aos olhos de Deus é a toada das nossas ações diárias. O salmista diz:
"Regozijai-vos no SENHOR, vós justos, pois aos retos convém o louvor. Louvai ao Senhor com harpa, cantai a ele com o saltério e um instrumento de dez cordas. Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo. Porque a palavra do Senhor é reta, e todas as suas obras são fiéis. ...

( observe o que ele diz em seguida)
Ele ama a justiça e o juízo; ... " Salmos 33:1-5
Por isso todo o relacionamento com Deus, o culto propriamente dito, resume-se apenas em 2 coisas:
"Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes." Marcos 12:30,31


Quem não pratica a justiça com seu semelhante conforme a parábola do bom samaritano, pode seguir a tradição religiosa que for, que não será melhor do que fariseu algum diante de Deus.
Até mesmo as ofertas que damos a Deus, sejam elas o que for, segundo o que Jesus nos diz, serão aceitas somente se eu não estiver em débito com algum irmão.
"Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil." Mateus 5:23-26

Como ensinam errado o povo! pregam que Deus recebe os dízimos e oferta dos mortais e fica na obrigação de atender suas exigências. Deus não é como os homens que seus filhos passam o ano inteiro na rebeldia e nos dias dos pais e das mães, aniversários... vem com presentes e fazem aqueles festas hipócritas como se tivesse tudo bem.

Isto é suborno! Deus não aceita suborno de ninguém. Por isso está escrito:
"E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante." Gênesis 4:4,5


A oferta de Abel era sem interesse, de gratidão. Fica claro que Deus antes de atentar para a oferta, atenta para quem está ofertando. Ele faz a leitura do propósito por traz da oferta, para não ficar refém dos pecadores.



Se ensinassem o verdadeiro culto aos homens, e os homens o praticasse, nenhum destes líderes cristãos seriam como são, não haveria corrupção na igreja e nem tanta hipocrisia como há.

Marcelo Alberto
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Todo os comentários serão muito bem vindos desde que seja com responsabilidade. Ao fazer críticas, elogios e sugestões use do bom senso. Não serão publicados textos que não respeitem estas regras.

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support