terça-feira, 4 de abril de 2017

Vaticano afirma que judeus não precisam de Jesus Cristo para serem salvos



Em matéria publicada em seu site no dia 15 de dezembro de 2015 (que pode ser vista aqui, em inglês), o Vaticano afirmou que judeus não precisam de Jesus Cristo para serem salvos. A afirmação encontra-se alguns parágrafos abaixo no documento intitulado “Os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis”. O documento se baseia no 4° e 5° capítulos do "Nostra Aetate" (que pode ser visto aqui, em português), documento expedido pelo papa Paulo VI em 1965, que tem como foco as relações e diálogos entre a Igreja Católica e os judeus. 

No 4° capítulo do Nostra Aetate, o Vaticano trouxe uma posição de aproximação da comunidade mundial judaica. Durante muitos e muitos séculos da história ocidental, a Igreja Católica mostrou total repúdio aos judeus, e sendo assim os povos europeus - como na Itália, Portugal, Espanha, Inglaterra, França e Alemanha - viveram seguindo o mesmo ranço aos judeus. Ao longo do século XX, o Vaticano foi mudando esse discurso, e este documento de 1965 foi a consumação da nova postura do catolicismo. 

No 5° capítulo deste documento, o Vaticano afirma que todos os cristãos católicos devem respeitar todos os homens, independente raça ou credo, e que todos os homens devem se respeitar. Entretanto, o documento expedido em 15 de dezembro de 2015, vai mais além. Nós traduzimos para o português: 

"O 5° capítulo dá ênfase que através de Jesus Cristo – e através de sua morte e ressurreição – todos tem uma parte na salvação, todos são salvos. Apesar dos judeus não crerem em Jesus Cristo como redentor universal, eles tem uma parte na salvação, porque os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis. O como disto ser possível permanece como um insondável mistério no plano salvífico de Deus."

Mas o que Paulo disse acerca da salvação para os judeus e para todos? Ele explica que:

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que CRÊ; primeiro do judeu, e também do grego.
Romanos 1:16


Vejam que não é necessário fazer um curso de teologia ou ser tão profundo nas escrituras para entender uma coisa tão simples do evangelho. O judeu que observa a Lei sabe bem que a Lei determina que o sangue dos animais escolhidos por Deus fosse derramado para o perdão dos pecados do povo. Na Nova Aliança, como Paulo explica, é necessário que o sangue de Cristo seja reconhecido pelo indivíduo para que seu pecado seja perdoado, acompanhado com o ato do arrependimento. Sem isto, não há aliança com Deus. 

Mas não devemos entender isto apenas como pura falta de entendimento das escrituras, mas sim um enorme passo para um plano maior. Este é um grande passo para o grande trabalho que o Vaticano tem empreendido, o ecumenismo. O Vaticano tem se esforçado para unir católicos, protestantes e até mesmo pessoas de outras religiões. Para saber mais sobre o ecumenismo, leia esta matéria nossa e esta outra também

Este processo já começou há tempos com os evangélicos. Veja este vídeo, onde o papa Francisco e um líder anglicano (já falecido) fazem seu trabalho de convencimento com 100 líderes pentecostais.

É necessário ter entendimento dessas coisas para que nos guardemos das obras do diabo, e esta em particular quer convencer os homens de que o filho de Deus fez um sacrifício inútil.

Paz seja contigo.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Todo os comentários serão muito bem vindos desde que seja com responsabilidade. Ao fazer críticas, elogios e sugestões use do bom senso. Não serão publicados textos que não respeitem estas regras.

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support