segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A Verdadeira Batalha Espiritual

Talvez você já tenha lido ou até mesmo participado de seminários que tratam do assunto Batalha Espiritual. E como você, eu também já ouvi falar muito sobre o assunto. Alguns foram bons, outros uma lástima, mas nenhum comparado ao que Jesus Cristo ensina a respeito em sua doutrina. Por que o espanto? Sim, Jesus falou muito sobre este assunto. Um tanto, antes de sua morte e outro quando veio trazer Apocalipse para João. Infelizmente, na maioria dos casos, os homens não tem apontado na mesma direção.

Para entrarmos neste assunto, é preciso entender que o reino do céu e o reino das trevas estão em pleno conflito, e você é um dos principais alvos deste conflito. 

Antes da vinda do Filho de Deus como homem nesta esfera física, esta luta era travada contra a carne e o sangue. Não é mais o caso, hoje travamos batalhas contra hostes do inferno que atuam por meio das coisas materiais e acontecimentos quer sejam em casa, no trabalho, no templo onde congregamos, enfim, onde quer que estejamos, lá está um agente das trevas aguardando o momento certo para nos envolver com suas estratégias de morte. 

Quando se fala em batalha espiritual, me vem um personagem muito marcante na história de Israel. Um homem que foi poderosamente usado para destronar potestades que tinham se apoderado do rei de Israel e conduzido o povo da promessa para um caminho quase sem volta, não fosse a intervenção do Altíssimo. 
  
Refiro-me a Jeremias, um profeta que se manteve fiel a Deus, e mesmo em face da morte não aderiu à apostasia de sua época.  A corrupção se tornou tão grave que o povo não reconhecia mais a voz de Deus. O rei que era ungido para levar o povo na direção da justiça divina e manifestar a glória de Deus, estava tão carregado pelas suas concupiscências que se tornou um homem sem afeição pelo seu próprio povo e, extremamente rebelde a seu Deus, a ponto de ouvir a voz do Altíssimo pela boca do profeta Jeremias e não ter mais condições de identificá-la. Era tão intensa suas trevas que a resposta e solução enviadas por Deus a ele como soava-lhe como conspiração do mensageiro fiel. 

Quantas vezes não nos pegamos assim endurecidos para Deus? Ao sermos exortados por alguém sentimos ódio.  Querendo saber mais a respeito deste período pavoroso em Israel, leia o livro de Jeremias. Sua mensagem não era agradável, porque, por meio dele, Deus dizia que iria levá-los como cativos para a Babilônia, e aquele que não quisesse ser traspassado pela espada de Nabucodonosor deveria se render ao cativeiro de Babilônia.

Cruuuzes!!! Que Deus cruel. Do ponto de vista do homem é muita crueldade sim. Mas colocando-se no lugar de quem esta comandando um exército a favor de sua própria pátria, defendendo leis nobres de vida e paz, e o mesmo exército se enveredando para o lado oposto adotando medidas que vão contra o seu plano de vitória, e já tendo advertido a este exército por inúmeras vezes sem sucesso, qual seria sua atitude? Vendo-se só, entregaria o seu reino para o adversário e “dane-se” os insubordinados, cuidando apenas de sua integridade física, ou lutaria até o fim ao lado dos traidores mesmo sabendo que seu fracasso seria certo? Não sei qual será a sua resposta, mas não foi nenhuma delas a ação de Deus. 

Decidiu entregar Israel nas mãos de um outro império para não deixar apodrecer todo o povo com a corrupção, assim foi destruída a legislação corrompida. Desta maneira garantiu que dos remanescentes do cativeiro de Israel, um povo mais amadurecido, mais comprometido com sua justiça pudesse dar continuidade na missão para a qual foi criado.

É importante ressaltar que para Deus, o império inimigo não era o de Nabucodonosor, mas o reino das trevas, até então oculto aos homens. Neste período, a luta se travava contra a carne e o sangue. Ainda não existia remissão de pecados para os povos gentios, a aliança realizada com o sangue dos animais era restrita aos filhos de Abraão, pois era com eles que Deus  tinha assumido compromisso. Esta aliança restringida à descendência de Abraão perdurou até Cristo, portador do sangue da nova e eterna aliança que fora derramada a favor de todas as nações, povos, tribos e linguas. 

Naquela ocasião, o sangue de Jesus ainda não tinha sido derramado e nem o Espírito Santo que convence o mundo de pecado, da justiça e do juízo.  E era exatamente isto que estava em jogo: A remissão por meio de Cristo. Satanás levou por diversas vezes o povo separado para longe dos objetivos de Deus, corrompendo-o a fim de impedir a encarnação do Verbo. Ele sabia que Deus se tornando carne por meio da aliança com Abraão,  viria tirar dele tudo aquilo que conquistou através de Adão sobre a face da Terra. 

A crueldade de Deus para com os perversos nada mais é do que o livramento para os justos.  Digamos que você crie coelhos e percebe que o número deles está diminuindo e, um dia se levanta a noite e vai sondar o viveiro e lá encontra um de seus coelhinhos sendo devorado por uma raposa, qual seria sua atitude? É fácil julgar Deus tendo em vista somente o ângulo horizontal. Queria ver os blasfemos na mesma posição da que Ele se encontra, e pior, tendo que ser base para a justiça e proteção da vida em todos os reinos deste mundo. 

Em outra matéria escrevi que o povo de Israel foi criado para ser o canal de entrada do Filho de Deus neste mundo físico, para que por meio Dele, tendo se encarnado, pudesse introduzir o homem no reino dos céus. Imagine se este povo tivesse se perdido assim como foi com uma de suas tribos chamada Dã? Como seria possível a o verbo se fazer carne? Jesus na condição humana, é resultado deste trabalho realizado através de séculos. Se Ele não tivesse vindo, a esta altura certamente a raça humana já não existiria mais. A fúria de satanás contra o homem, imagem e semelhança de Deus, já a muito teria sido extinta deste planeta. Ele é o ódio em pessoa e por mais que faça "favores" a alguém, seu objetivo final é roubar, matar e destruir.

Mas o que tudo isto tem a ver com batalha espiritual? Tem que somente aquele que conhece as ações do reino das trevas e também conhece as Leis que rege o céu e a terra é que pode dizer com propriedade a maneira certa de vencer o inimigo de nossas almas. E esta pessoa se Chama Jesus Cristo, porque além de conhecer estas verdades, venceu o inimigo com sua estratégia. E, somente esta estratégia é que pode nos conceder também tal vitória.

Muitos cristãos, dizem: “Tá amarrado em nome Jesus”. “Vamos pisar na cabeça do diabo.” Entre outros chavões e fazem só barulho sem o menor entendimento da Lei espiritual. Não vou entrar na questão em si, mas ressaltar alguns ensinos necessários para que possamos realmente vencer como filhos de Deus o diabo nesta caminhada terrena e assim garantir uma vida de vitórias espirituais que reflita em forma de bênçãos em todas as camadas de nossas vidas.



Parasitas Espirituais.

Não estou falando em teologia da libertação, nem em teologia da prosperidade. Em outra ocasião trarei um estudo que desmascara estas teologias absurdas. Estou falando agora de vida plena com Deus e isto significa despojar do velho homem. Somente assim é que se pode ter vitórias sobre o reino das trevas que habita  em sua velha natureza humana. Sim. É isto mesmo. É em sua natureza humana que satanás habita. É nela que eles se alimentam. Enquanto ela estiver produzindo lá estarão eles  se alimento. A fonte de alimentação onde se alimentavam antes está completamente fechada para eles, pois foram destituídos da vida que emana do trono. O homem é seu alimento desde a queda de Adão. É do pó da terra que a serpente se alimenta. Do velho homem, da velha criatura se alimentam o reino das trevas. São parasitas que se alojam no espírito do homem sugando-lhe toda a sua vida e retribuindo em lugar dela angústias, tristezas, depressões, ódio, medo, insatisfação, e por meio destes sentimentos conduzem o homem aos mais perversos pecados em busca de preenchimento. Na verdade é um ciclo vicioso a fim de não permitir que suas vítimas possam escapar de seus grilhões.



Agora que já esclarecemos algumas coisas, entraremos em uma parte desta doutrina que ensina sobre ter vitórias em sua batalha espiritual pessoal. Não fique aborrecido com as palavras duras que eu venha dizer. Quero chocá-lo o máximo que for possível, porque o que tenho aqui é verdadeiro, e sei que se puseres em teu coração esta mensagem fará grande diferença em sua vida religiosa. A verdade dói mas cura. É melhor o pão seco na mesa com os amigos do que banquete na casa dos hipócritas. Eu sou teu amigo, e lhe sirvo apenas a comida que eu recebo d’Ele. Jiló é amargo, mas tem propriedades essenciais para que seu fígado produza as enzimas que purificam seu sangue. Coma somente o que é doce e terá ao longo do tempo um diabetes. Aprenda a comer a Palavra de Deus mesmo sendo amarga em tua boca, porque em teu ventre ela será doce como o mel.

Palavra de batalha espiritual dita pelo nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo:

Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes. (Mt 5:38-42)

Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. (Lc 6:27-36)

A primeira lição deste ensinamento interfere direto no temperamento humano. Toca logo o orgulho de cada um de nós nos ensinando a sofrer o dano por amor ao próximo que é a justiça de Deus. Dura esta palavra. Quem poderá ouvi-la? Não foi a toa que O levaram para a cruz. Seus ensinamentos vão contra os princípios morais do mais honesto e caridoso cidadão que se possa existir neste mundo. Oferecer a outra face não está na lista de pratica de vida de nenhuma das pregações das igrejas cristãs. Ainda hoje preferimos crucificá-lo e poupar nossas “preciosidades” pessoais.

Quando se fala em batalha espiritual este é o primeiro ensino que se deve ter em questão, porque fala de Leis espirituais imutáveis. Satanás conhece estas leis, ele as ouviu quando ainda estavam sendo ditadas por Deus. Ali estava ele ao lado do trono do Altíssimo ainda na condição de querubim ungido servindo ao Rei. Ele sabe exatamente como pode usá-la para obter favores contras os homens e a usou até mesmo para colocar Deus em cheque, a fim de fazê-lo pecar contra ela, único meio pelo qual poderia tomar o trono e se tornar senhor absoluto. Disse poderia, agora já é muito tarde, este sonho se tornou em pesadelo para ele por ter levado o Cordeiro para o matadouro.


Que Lei espiritual é esta? Onde fala isso na Bíblia?

Deus julga em equidade, não em soberania. Ele estabeleceu a sua palavra como parâmetro de justiça e a palavra de Deus é perfeita. Deus julga com equidade porque como legislador e juiz se submete à sua palavra:

“Inclinar-me-ei para o teu santo templo, e louvarei o teu nome pela tua benignidade, e pela tua verdade; pois engrandeceste a tua palavra acima de todo o teu nome” ( Sl 138:2 ).


O que é isto senão uma Constituição Celestial ao qual o Próprio Deus está sujeito? Nosso Pai não toma atitudes a esmo, e é por isso que muitas vezes não recebemos o que pedimos. Na maioria das vezes existem queixas contra nós, isto quando não pedimos mau. Sempre será sua Palavra que determinará sua ação. Por esta questão o cálice não foi afastado de Cristo quando, ainda na condição humana, pediu ao Pai. Tomar o cálice de dor era necessário para tornar Cristo em Senhor dos senhores, Rei dos reis. Era preciso vencer a pior tentação do inferno como Deus em um corpo mortal. Imagine o Todo Poderoso tendo que submeter-se a uma pena executada por aqueles que não resistiriam a uma palavra apenas. Se ali na sua angústia, sentisse ira e derramasse seu furor em forma de palavra, uma única ordem de morte e todos os seus algozes deixariam de viver. Ou então, com uma palavra apenas, a terra abriria sua boca e seria o fim para eles todos. No entanto disse: “Pai. Perdoe-os, não sabem o que fazem.” Com esta simples palavra estava pondo um ponto final na vitória de satanás cumprindo sua própria doutrina, oferecendo a outra face, permitindo que dividissem suas vestes e não fazendo conta da disputa pela sua túnica. O sangue odiado que derramavam estava abençoando multidões de pessoas.

“Abençoai aos que vos amaldiçoam e orai pelos que vos perseguem, e assim sereis filhos do Altíssimo.”

Exerceu misericórdia sobre seus opressores, deixando sua vontade de lado satisfazendo a vontade do Pai que disse: “MISERICÓRDIA QUERO E NÃO SACRIFÍCIOS”.

Assim, Jesus Cristo, enquanto cidadão neste mundo, possuindo todo o poder em vida humana, menos um: O de salvar o homem. Ele pôde tirar muitos da sepultura, dar vista aos cegos, andar sobre as águas mostrando que a lei da física lhe é sujeito, ordenar aos ventos e a tempestade cessar, e tantas outras maravilhas provando que realmente Ele é Deus, mas, no que se refere a salvação do homem foi necessário derramar seu sangue, morrer. Isto nos mostra mais uma vez que a legislação celestial jamais deixará de ser observada por Ele. Ao morrer pelos homens estava levando em conta que sem o derramar de sangue não há remissão de pecados. E isto faz parte desta lei.

“E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.” Hebreus 9:2

Assim como o advogado e o juiz, a promotoria também se apega na lei como base para suas acusações. É isto também a força das trevas, a lei. Não que ela seja má, mas é ela quem promove o equilíbrio entre todas as coisas e concede a justiça para quem tem o direito. Por isso Cristo se fez maldito, para que por meio de sua maldição tivéssemos o direito de sermos por Deus abençoado.

Abrindo um parênteses: Numa ocasião fui convidado para visitar uma pessoa que estava doente com suspeita de diversas doenças, porém, nenhuma comprovada pela medicina. Isto sucedeu após uma mensagem de libertação que ministrei em uma igreja no norte do Paraná. Logo notei que se tratava de uma doença espiritual. Alguns irmãos foram comigo, e ao entrarmos na casa desta pessoa, um demônio se apossou dela. Os irmãos expulsavam-no com muita ousadia enquanto ele zombava de todos nós. Não vendo resultado, iniciaram um louvor ali, e para afrontar-nos ainda mais, ele colocou o corpo desta pessoa prostrado de mãos levantadas e cantava o louvor junto com a igreja presente como se tivesse adorando. Foi quando vi que legalidade ele possuía para estar ali. Então pedi para que todos ficassem em silêncio e em oração, e me dirigindo ao demônio perguntei-lhe que o mantinha ali. Respondeu-me que muitas coisas que ali estavam e eram consagradas a ele. Chamei as meninas filhas desta pessoa e disse: Tudo o que ele disser tragam e coloque aqui diante de mim. Assim o obriguei a dizer o que eram estas coisas. Fingi estar fazendo o jogo dele, mas sabia exatamente o que ele queria. Em um instante vi sobre o chão um montão de roupas sensuais de cor negra as quais ele foi descrevendo uma a uma. Quando se calou perguntei: Tem algo mais? Então, enfiou a mão por dentro da calça da mulher e puxou o cóz da calcinha que ela estava usando para fora, que também era de cor negra e disse-me: Isto também é meu, você vai tirar? Esta palavra me causou uma grande ira contra aquele imundo e respondi: Você pensa que está falando com um moleque na fé? E juntei todo aquele pacote de roupa e fiz um bolo só e respondi: Satanás, estenda suas mãos. Assim ele fez. Então coloquei aquele bolo de roupas que eu já tinha feito em uma  trouxa em suas mãos e o desafiei dizendo: Se estas porcarias possuem mais poder de condenação sobre a alma desta mulher do que o sangue do Cordeiro derramado na cruz para  remissão de pecados, você pode ficar com a minha alma também além da dela, do contrário, saia agora desta vida. Por esta palavra ele a agitou muito e se foi sem mais retornar. Usei apenas o argumento da Palavra que em si mesma possui autoridade. Ele sabia que tínhamos direitos, mas pela legalidade concedida a ele por ela, não pelas roupas, pelo amor de Deus não entendam isto, mas pelas brechas e pelos motivos que a levava vestir-se de forma sensual, concedia-lhe legalidade. Isto foi o que ele estava usando para torná-la enferma e derrotada durante todo aquele tempo. Poderíamos passar meses ou até anos se não identificássemos o real motivo de sua presença naquela vida.

Em uma outra situação, logo após um tratamento contra um câncer que vencemos na vida do meu primogênito quando ele tinha apenas 5 anos de idade, estava em casa uma mãe que conhecemos no período do tratamento que não teve a mesma felicidade com sua pequena. Ao vermos sua dor, procuramos ampará-la e ministrar-lhe o consolo. Esteve conosco por uma semana. Mas o curioso desta situação, foi que na primeira noite quando ela veio para minha casa, ao eu estar chegando do trabalho, de longe ouvi sua voz em e muito me alegrei. Ao abrir a porta para entrar, ela e minha esposa ali juntas, antes ainda de saudá-la, um espírito a tomou por completa. E debochava de mim rindo muito. Não tive nenhuma ação enquanto não obtive o entendimento do que se tratava. Então perguntei? Com qual autorização você entrou em minha casa? Respondeu-me dizendo: Você é um tolo, acredita naquele livro preto e diz que é a palavra de Deus, e desmanchava em risos. Sem titubear, fui até onde eu guardava a minha Bíblia e lhe disse: Olhe pra mim maldito, é deste livro que você está falando? Se eu sou tolo por acreditar neste livro e ele não for a Palavra de Deus Escrita pelos seus servos o que vou dizer não precisa ser feito. Mas, se eu estiver certo quanto a isto, em nome de Jesus ordeno a você que se joelhe diante deste livro e bata sua cabeça no chão para a Bíblia até eu te mandar que pare. E atirei o livro cerca de dois metros de onde eu estava ali no chão. Tendo feito isto, o miserável se levantou gemendo e contrariado e lá se foi arrastando-se como se algo o puxasse e ali diante da minha Bíblia se prostrou e no chão ficou batendo a cabeça durante todo o tempo que eu quis. Depois de humilhá-lo, disse: Chega. Agora saia dela e enquanto aqui ela estiver não a incomode mais. Não o expulsei de vez por entender que ela não teria ainda condições de assumir o evangelho em sua vida. Lembrei-me do que o Senhor disse:

“Quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares secos, buscando repouso; e, não o achando, diz: Tornarei para minha casa, de onde saí.
E, chegando, acha-a varrida e adornada.
Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem é pior do que o primeiro.”
Lucas 11:24-26

Depois que entendi isto, antes que a pessoa tome uma atitude de encontro a Cristo, permitindo que a “casa” seja habitada pelo Espírito Santo, me limito a ministrar a Palavra até o momento oportuno. O caso anterior se tratava de uma pessoa que já tinha crido e que precisava apenas de uma libertação.


Satanás pode impedir orações?

Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.
Não tornando mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção.
Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano.
Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a.
Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. E qual é aquele que vos fará mal, se fordes zelosos do bem? 1 Pedro 3:7-13

Por causa de nosso pai Adão, todos já nascemos inadimplentes para com esta lei, mortos em pecados e delitos, propriedade do reino das trevas, escravos de satanás. Em Adão, satanás adquiriu todos os direitos para fazer da raça humana o que ela é hoje. Aprouve a Deus abrir uma porta para que por meio dela muitos entrassem e se livrassem deste direito, até que se cumpra a última promessa do Pai a Cristo que é colocar a morte sob seus pés. A porta aberta se chama Jesus Cristo.  A Ele aprouve  aniquilar seus adversários, o reino das trevas,  por meio do  sacrifício de seu Filho para cumprir a determinação de sua Constituição. Não foi Cristo moído para que os pecadores pudessem ressuscitar espiritualmente falando e recebessem a vida eterna? Não foi pelas suas pisaduras que fomos sarados? Não é o castigo que estava sobre Ele que nos traz a paz com o Pai? Isto tudo é a Constituição do Reino dos céus em ação. Estávamos mortos em pecados e delitos vivendo em rebelião contra Deus, mas, por meio de sua morte nos reconciliou com Ele mesmo e nos colocou no reino do Filho de seu amor. 

Por isso Deus muito honrou a Abraão. Não foi a atitude de Abraão semelhante aos planos do Altíssimo quando aceitou oferecer Isaque em sacrifício por amor a Ele? Mesmo não tendo consumado em ato, o consumou em espírito. Assim Abraão materializou seu amor a Deus sem matar seu filho. Se em espírito o amor de Abraão por Deus foi consumado sem sacrifício humano, muito mais Deus nos provou seu amor consumando com o sacrifício de seu Filho, seu maior bem, na rude cruz, uma vez que  somente isto poderia justificar a nossa dívida diante desta Constituição. Era isto o único meio de quebrar o direito de posse de satanás sobre a alma do ser humano.

"Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo." 2 Pedro 2:19

Assim o grande vencedor de Adão foi derrotado ao derramar pelas mãos de seus escravos a moeda valorosa que verteu das veias do Resgatador. Desta maneira, o sangue do Cordeiro quitou a dívida diante da Contituição Celestial e todo aquele que O recebe em sua vida por meio da fé nesta mensagem,  recebe a remissão do pecado original, de tal sorte, que todos os pecados cometidos em ignorância a esta lei, lhe são perdoados. Este é o novo nascimento do homem: A remissão de pecados. E da velha natureza pecaminosa, a ressurreição da nova criatura. Assim somos inseridos no campo espiritual onde a dívida está paga, a saber, no Corpo de Cristo que na cruz foi cravado, mas ressurgiu dentre os mortos e se assenta à direita do Pai. Fora dele não há salvação.

Você já deve ter ouvido falar no MPF (Ministério Público Federal). Hoje lhe falei sobre o MPC (Ministério Público Celestial) o qual tem por promotor, satanás. Não se iluda, ele não deixa se levar por patuás, velas bentas, rosa ungida, meias consagradas, pedra de Israel, óleo santo, ou por qualquer outro produto que não seja o Sangue do Cordeiro. Se alguém não estiver em conformidade com a doutrina de Cristo, não tem a presença do sangue. E é por isso que satanás tem deitado e rolado nas igrejas, porque hoje os pregadores ensinam outros métodos de quebrar maldição. Regressão ao ventre, entre outras coisas banais. A única metodologia que quebra maldição se chama Perdão de Deus, e isto ocorre somente quando há reconhecimento e confissão de pecados. Quando há contrição genuína, Ele é fiel e justo para perdoar nossos pecados. Nesta situação, quando há verdadeiro quebrantamento, o sangue que verteu de suas veias alcança o ferido pelo pecado e logo o azeite flui do altar e unge as chagas trazendo restauração. Do contrário, o MPC e seu promotor público irá mantê-lo sob os açoites de seus direitos penais.

"E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.
E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte.
Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais.” Apocalipse 12:10-12

Até que se cumpra esta profecia satanás estará lá tentando destruir o povo remido, excitando Deus contra nós, levantando nossas falhas como bandeiras e reivindicando nossa destruição. Um dia, os poderes dos céus serão abalados e as potencias serão lançadas na terra, e não mais se ouvirá nos céus a voz do anjo caído. Será a purificação dos céus que nós conhecemos por cosmos onde habita todo o inferno. São as potestades do ar conforme falou-nos Paulo. Este é o mistério do zodíaco que muitos consultam, que com signos marcam os que aqui são nascidos, que ingenuamente muitos cristãos aderem dando legalidades para as trevas interagirem com eles. Tudo isto um dia será destruído por Miguel arcanjo e suas legiões.

Mas lançado será do abismo na Terra pelas mãos do arcanjo Miguel, assim será purificado o abismo e estabelecido o governo de Cristo em todas as esferas da criação de Deus. Por fim a purificação será no planeta Terra, onde não haverá mais risco algum de contaminação para aqueles que herdarem os novos céus e nova terra.  Satanás, seus anjos e todos os que recusaram a remissão de pecados por meio do sangue do Cordeiro deixarão este sistema purificado, para habitar o lago de fogo, que é a segunda morte. Esta é a ira do Cordeiro contra seus inimigos: A purificação dos 3 reinos. Satanás banido por completo com os seus e sem nenhum acesso ao que ficar aqui. Em toda a sua astúcia e seu furor, tudo o que ele consegue é ser o coletor daquilo que poderia corromper o novo céu (abismo, cosmos, aruanda como preferir chamar, purificado, sem zodíaco, sem deuses, sem orixás) e a nova terra, este planeta restaurado pelas mãos do Cordeiro. (Ap. 21) A vontade de Deus será feita na terra assim como já é no céu dos céus, à semelhança do que nos ensinou pedir a Deus para que fosse realizado.

Fiz toda esta apresentação para explicar os mistérios da luta cotidiana. Analise profundamente e pondere. Oferecer a outra face significa não dar a satanás o fruto que ele precisa para que ele tenha, como promotor público, material de acusação contra mim diante da constituição celestial. Este é o verdadeiro ensino Bíblico sobre batalha espiritual. É uma questão muito séria e que jamais deveria ter sido esquecida nos ensinamentos evangélicos.

Sempre que faltar a justiça em nossas ações, responderemos por elas ainda aqui. Porque tudo o que o homem plantar, certamente colherá. Plantemos justiça, paz, amor, humildade...

Satanás sabendo que pode derrubar o cristão e arrastá-lo de volta para os seus domínios cria situações que os coloca em choque contra a Palavra, a qual levou o próprio Deus para a sepultura por amor a nós.

Se Jesus não tivesse resistido às afrontas e aos açoites, e ao invés disto tomado uma posição humana de vingança, de ódio, que era o jogo das trevas, o trono onde Ele se assenta agora seria de satanás. Cada ofensa, cada chibatada, cada cuspida no rosto queria dizer a mesma coisa que por fim Ele ouviu de um dos condenados que estava ali na cruz com ele: "Se tú és o filho de Deus, desça desta cruz e salve a ti e a nós também." Ela podia ter respondido a aquele homem como um dia respondeu para Pedro: "Para traz de mim satanás, você não entende das coisas de Deus senão das dos homens." Seu plano era derrotar o Filho de Deus como fez com Adão, para ser dono daquilo que era do Rei. Mas como soldado valente, homem obstinado pelo seu reino, colocou sua própria vida abaixo dos interesses do seu Reino. Varão de guerra e imbatível, não retrocedeu. O poderio romano e judaico juntos nas mãos de satanás não foram suficientes para vencer o poder do amor que jorrava do coração daquele homem bendito. A ponto de não demovê-lo um milímetro de sua posição enquanto servo de Deus.

Diferente dele, nós, seus remidos, somos pegos diversas vezes a favor de satanás. Não vigiamos, não oferecemos a outra face, lutamos por conquistas egoístas. Reino dos céus? Onde? Cadê? Compromisso com seus princípios? Amar o inimigo? Honrar a palavra empenhada? Honestidade? Integridade? Ser servo? E por aí vai... São coisas que fazem toda a diferença e que não são observadas. A igreja atual vive igual o mundo e muitas vezes até pior do que ele. Líderes obstinados, dominadores, hipócritas, ladrões, corruptos... Membros negligentes, que não se aplicam em conhecer a Palavra. Como podem esperar alguma vitória?

O nosso orgulho e falsa modéstia, fermento dos fariseus, tem tornado nossa vida cristã um amargo fel, um fardo. Servimos somente à vista dos homens. Assim temos muitas vezes nosso casamento destruído, nosso emprego arruinado, nossa empresa endividada, nossos filhos nas drogas. Este é o resultado que atinge grande maioria dos cristãos.  Ao depararmos com esta situação, por falta de sabedoria, ao invés de reconhecermos nossos erros, vamos de encontro ao evangelho falso e falido que foi criado para bajular o homem a fim de usar a igreja com propósitos egoístas.  Quando na verdade tinham que estar gritando: Arrependei-vos porque vos é chegado o reino dos céus. Gritam: Fogueira Santa... Prosperidade para quem contribui para a obra de Deus... Corrente de libertação... Vamos subir ao monte, Deus quer restituir o que o gafanhoto devorou... Dê o valor de seu aluguel que você receberá uma casa própria... Mensagens estas de corações saqueadores das almas ressequidas. Ovelhas sem pastores destinadas às rapinas.  

A verdade é que a igreja tem se esquecido da doutrina que realmente nos leva a uma vida de filho amado do Pai. Que concede a visão de ser co-herdeiro em Cristo de todas as bênçãos celestiais sem esquecer das responsabilidades para com o mesmo reino. Trocaram a fonte das Águas Vivas pelas cisternas rotas cavadas pelas mãos dos homens que não tem compromisso com a Palavra de Deus. E, depois de todo este abandono à Verdade, acusam Deus pelo sofrimento na terra.

Precisamos tomar o caminho de volta. Se não voltarmos para o verdadeiro evangelho irá ficar cada vez pior. Temos colocado o Senhor do lado de fora e Ele insistentemente está batendo esperando que sua igreja lhe abra a porta. Temos que recolhê-lo de volta para o nosso meio, dar-lhe lugar à nossa mesa, permitir que nos lave os pés para que possamos voltar a ter parte com Ele, deixar que nos prepare o verdadeiro alimento para que sacie nossa alma já quase morta de fome e de sede da sua justiça. Assim desfrutaremos dos favores que são concedidos somente aos filhos, quando agirmos como filhos.

"E disse aos seus discípulos: Portanto vos digo: Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis.
Mais é a vida do que o sustento, e o corpo mais do que as vestes.
Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves?
E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura?
Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?
Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.
E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
Não pergunteis, pois, que haveis de comer, ou que haveis de beber, e não andeis inquietos.
Porque as nações do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que precisais delas.
Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não temais, ó pequeno rebanho, porque a vosso Pai agradou dar-vos o reino.
Vendei o que tendes, e dai esmolas. Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói.
Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.
Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias.
E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier, e bater, logo possam abrir-lhe." Lucas 12:22-36

É esta a verdadeira estratégia de guerra contra satanás. Foi assim que Ele o venceu. Por isso satanás tem se apoderado do púlpito das igrejas e concedido outras doutrinas. Tem-nos mostrado outro evangelho e colocado o povo remido de volta nas trevas. Onde cada um corre sem saber para onde vai, e no calor da batalha do dia-a-dia se consomem sem esperanças e sem paz. Entorpecem-se de futilidades enquanto se incham de soberbas. Fecham os olhos para a justiça e trabalham só pelo pão que perece.  Assim estão confundidos a ponto de não perceberem os céus aos gritos anunciando por meio dos sinais a volta do Senhor. Satanás rouba a fé dos corações por meio dos enganos doutrinários, sobrecarrega com os sonhos das realizações passageiras e para arrebentar com a nossa alma, mina todo o nosso território com suas bombas de decepções.  E quando não temos mais condições se quer de raciocinar, nos diz por meio de pensamentos ou até mesmo por boca de outras pessoas: Cadê o seu Deus? Valeu a pena serví-lo? Olhe ao teu redor, os que não dão a mínima para este Deus, curtem os prazeres deste mundo e estão ainda muito melhor do que você. Rompa com Ele e seja feliz.  Em outras palavras: Se prostrado me adorardes, tudo isto vos darei.

Se você chegou até aqui, sei que o Espírito Santo lhe falou profundamente. Ele te quer de volta para o evangelho que te foi anunciado no princípio. Puro como ele é. Sendo assim, permita-me orar por ti. A oração é a mesma que o Senhor nos ensina por meio de João: "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo." 1 João 2:1

Se você já identificou o ponto crucial de sua vida atravancada, confesse a Ele os seus pecados e peça perdão fazendo a seguinte oração:

Pai, lhe peço em nome de Jesus teu amado Filho, que lave a vida deste(a) amado(a) irmão(ã)  para que por meio do teu sangue venham vencer satanás que os acusa dia e noite em tua presença. Sei que ele (a) é mais do que vencedores por meio de sua vitória na cruz. Apenas peço-lhe que lhe abra os olhos espirituais para que possa ver as armas poderosas de guerra que possui em suas mãos e faça uso adequado delas para avançar em poder de encontro a ti na conquista do reino dos céus em sua própria vida, como sendo a prioridade nesta caminhada terrena. E após isto, venha ser um soldado imbatível em tuas mãos. Sua palavra diz que é pelo sangue do Cordeiro, que tendo lavado nossas vestes espirituais, sim, por meio dele é que vencemos nosso acusador até que seja de vez banido de diante de ti. Assim conceda a este(a) filho(a) o estar mais alvo do que a neve e com as suas forças restauradas caminhar em vitórias. Assim eu oro por ele(a) e por mim também que não sou melhor em nenhum aspecto e tão dependente do seu sangue e do seu Espírito Santo, porque quem está em pé vigie para que também não caia. Assim oramos meu Pai, em o nome santo de teu Ungido e amado Filho Jesus Cristo. amém.

"E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte." Apocalipse 12:10-11

Esta foi a palavra que o Senhor colocou em meu coração para compartilhar com você. Compartilhe com alguém que esteja precisando e seja uma luz em meio as densas trevas que consome este mundo tenebroso.

Se você creu nesta mensagem, deixo o sermão da montanha como ponto de recomeço de sua vida cristã e renovação espiritual. (Mateus 5. 1- 48)

Após ter lido e refletido na mensagem do verdadeiro evangelho, reveja os conceitos que você tem sustentado para ver se condiz com aquilo que o teu Senhor e Salvador lhe ensina em sua Palavra.

Quanto a este servo, estarei a disposição para possíveis dúvidas que forem necessárias serem resolvidas com base nas Escrituras Sagradas. Para isto, basta me contatar aqui mesmo pelo site. Precisando de algo mais íntimo, peça e eu lhe enviarei meu email pessoal.  

Paz seja convosco em nome de Jesus. Amém.

Share:

4 comentários:

  1. Que a paz esteja convosco, texto edificante.
    Gostaria de um e-mail para obter ajuda, se possível irmão.
    Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Se todos os pregadores da palavra tivessem desse entendimento não estariam a muitos enganados.

    Deus abençoe sua vida e de seus familiares tremendamente.

    Gostaria e muito acesso a seu e mail, pois questões pessoais me assolam muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José! Obrigado por visitar este canal e deixar seu comentário. Para entrar em contato: malbsan@bol.com.br

      Paz seja contigo.

      Excluir

Todo os comentários serão muito bem vindos desde que seja com responsabilidade. Ao fazer críticas, elogios e sugestões use do bom senso. Não serão publicados textos que não respeitem estas regras.

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support