• NATAL É A MAIOR CONFRATERNIZAÇÃO ECUMÊNICA MUNDIAL

    Eu sei que a maior parte de vocês vão dar as mesmas desculpas esfarrapadas que os infiéis sempre deram ao longo dos séculos, para fazerem a vontade dos homens...

  • REGULAMENTOS DO CULTO VERDADEIRO

    O que foi escrito sobre cultuar a Deus pode ser notado claramente em Mt 6 com a orientação de Jesus. Alí ele está fazendo um contraste entre...

  • O QUE É SUSTENTABILIDADE?

    O discurso sobre sustentabilidade possui uma mensagem subliminar que as pessoas ainda não entenderam. Para ter uma idéia do que se trata realmente, imagine você, em uma prisão contendo 10 pessoas. Nesta mesma prisão...

  • SAI DELA POVO MEU - PARTE 1 - MESA ESPIRITUAL

    "Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão. Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que...

  • O DÍZIMO, A LEI E A GRAÇA

    Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles, nenhuma parte terás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel. E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Homofóbica ou Covarde? Qual Rótulo é o Pior para a Igreja?












"...agora só sobrou duas opções ou tiramos o Deputado Feliciano e aprovamos a baderna do sindicalismo gay e dos abortistas, ou apoiamos o Deputado Feliciano e dizemos não ao sindicalismo gay e aos abortistas e todos que querem destruir nossos bons valores.
Pois bem meu caro Alerta Vermelho, a coisa ficou simples assim,"

É melhor ouvir isto do que ser surdo. Diria minha avó numa situação desta.

Desde quando uma questão de natureza tão abrangente como é esta que envolve diversas  políticas e tem amparo nos fundamentos mais básicos da constituição nacional pode ser resumida em duas vertentes radicais de ideologias minúsculas fadadas em si mesmas? 

 É óbvio que isto é uma enganação, mas é o que os marionetes assumiram por verdade e com seus discursos inflamados procuram constranger  os demais para entrarem em suas caixinhas ideológicas. Esta é mais uma visão provinciana daqueles que apresentam como solução suas propostas falidas, desprovidas do conhecimento e do direito.

A começar por assumir como absoluta uma postura contraditória defendida por um líder religioso que demonstra estar abalado emocionalmente e equivocado quanto aos valores da sã doutrina quando
incita ao erro o público evangélico.
Ao atacar a consciência evangélica com suas sutilezas, Feliciano não só ofende os princípios mais básicos da ética cristã como também substitui o objetivo fundamental do papel da igreja na sociedade.

É evidente que a igreja não tem correspondido aos apelos de sua verdadeira missão, não tem caminhado de acordo com o seu chamado, e é muito mais influenciada do que tem influenciado, porém isto temos que dar graças principalmente ao grande número de líderes, em evidência ou não, que estão desviados da sã doutrina e envolvidos em falcatruas, maçonaria e em tantas outras sujeiras que ofuscam a referência e pervertem todo o corpo desviando-o do caminho da verdade.

A igreja foi constituída para ser sal e luz no mundo e não para confrontos e protestos em vias públicas ou em qualquer recinto que seja, a fim de reivindicar direitos humanos. Claro está que como cidadãos temos tais direitos garantidos por lei e, para isto elegemos representantes que são muito bem remunerados a fim de que defendam nossos direitos.

Se alguém tem que ser pressionado não são os baderneiros nas ruas, mas aqueles que são pagos para isto. Estes sim possuem os recursos e mecanismos eficazes e estão capacitados para resolverem o problema na fonte. Possuem acesso aos governos, aos líderes supranacionais e aos órgãos competentes tanto dentro como fora do país. Não faz sentido algum promover confrontos em direção onde existe apenas o efeito do situação e não sua causa. 




No que se refere ao corpo de Cristo, em termos de conivência com o pecado e comodismo espiritual, temos ido de mal a pior levados pelos muitos ventos de doutrinas e isto se dá principalmente pelas heresias que vêm sendo publicadas nos púlpitos e nos programas de rádio e televisão ao longo de muitos anos.


Neste aspecto resta nos uma pegunta: Que autoridade moral temos enquanto comunidade cristã brasileira para exigir o não homossexualismo se muitas das outras práticas pecaminosas como adultério, fornicação, porfias, facções e tantas outras impurezas sustentamos sob as nossas máscaras?

A isto Cristo chama de hipocrisia. É fácil olharmos para os outros e identificarmos suas abominações e declararmos sobre eles maldições. A virtude cristã está em antes de apontar o dedo remover a sujeira de dentro de casa primeiro. Se não tirarmos a trave dos nossos olhos, seremos incapazes de limpar a visão do outro que também enxerga pouco.


Há quanto tempo já não se combate mais o pecado na igreja para não causar desconforto a seus ouvintes? Se negam a sã doutrina para os de casa, que direito querem ter em dogmatizar os de fora?  Queria ver se a PL122 não interferisse na liberdade dos senhores que há décadas têm voz na mídia e por meio dela arrecadam milhões todos os anos do público evangélico, se estariam aí pousando de defensores da família.


Deviam pensar também nas famílias antes de as enganar com o falso evangelho da felicidade que devolve 100 vezes mais daquilo que tiram delas. Prometendo-lhes coisas que jamais saiu da boca de Deus, manipulando textos e engodando almas aflitas e depois de as terem iludido, as mantêm escravas, sustentando os pesados fardos do luxo que possuem. Tiram dos que pouco ou nada possuem e dão aos milionários donos de emissoras de rádio e televisão, muitos destes sendo financiadores da contra cultura, patrocinadores do movimento gay e militantes contra a moral judaico-cristã.

Já perceberam que não é somente o homossexualismo a abominação? Não lembro ter visto tamanha resistência por parte dos líderes evangélicos contra o divórcio e o segundo casamento, no qual muitos pastores estão metidos. Sem falar de tantos outros que mesmo tendo suas esposas possuem relações extraconjugais.


Para que eu seja contra pecados também devo considerar os meus e abandoná-los porque a mesma lei que condena homossexualismo também condena  os pecados heterosexuais e as corrupções de forma em geral.  Se formos citar a lista de lixo que temos escondido embaixo do tapete, passaremos horas somente nesta questão.

Isto tudo torna evidente que não se trata apenas da defesa dos nossos "bons valores" como disseram. Porque se fosse isto mesmo, os outros princípios que constituem o corpo doutrinário das Sagradas Escrituras e que não sofrem tantas agressões pelos de fora, estariam intactos e operantes no estilo de vida do povo cristão. 


Voltando ao desafio realizado no vídeo acima, quero dizer que se a igreja acatar esta provocação, o país será levado à uma onda de violências que potencializará ao extremo os direitos do movimento gay e aí o tiro sairá pela culatra.

Já pensou o impacto no cenário mundial que a mídia provocará divulgando uma "guerra santa" entre gays e cristãos em terras brasileiras?

Seria mais uma situação que reforçaria que o motivo das guerras realmente é o fato da consciência de que exista um Deus lá em cima. Não é isto que vem sendo pregado e divulgado pelos ateus? Segundo a  canção de Jhon Lenon, Imagine, o mundo seria bem melhor se todos fôssemos ateus. É esta a jogada! Condenar a moral judaico-cristã e destruí-la. Porque ela é a resistência contra a unificação mundial. Grande parte dos esforços globalistas são realizados com base neste objetivo.

Promover a paz mundial implica em dar cartas de despejo para  Deus e seu Cristo da esfera humana. Uma das maneiras de ampliar o ódio contra Ele é gerando conflitos por causa de sua doutrina e levando aqueles que de alguma maneira sustentam a crença na mesma a pecarem contra aqueles que não a guardam.

Apontar os homossexuais ou o movimento gay como alvo de protesto é o mesmo que tentar apagar um incêndio atirando gasolina no fogo. Também é atirar no alvo errado, porque na verdade, são aqueles que financiam  as minorias os verdadeiros responsáveis por todo este conflito. São eles que se beneficiam destas coisas. É preciso ir na raiz do problema, examinar suas fraquezas e necessidades e tomar posições quanto a estes.

Por não apoiar a posição do Feliciano já ouvi poucas e boas. O mais sensato me disse:

 “Alerta Vermelho, com todo respeito, mas você não entendeu o teor do vídeo, pois o Pr Feliciano dirige a palavra a cristãos e não a jihadistas fanáticos, porque se esse pastor fosse um líder muçulmano passando um terço do que ele está passando, nem precisaria pedir ajuda;”

Não acredito que Feliciano esteja fazendo algum jogo sujo. Prefiro acreditar que esteja abalado emocionalmente e isto o tenha feito engolir a isca. Não há nada de  errado em dividir o peso de seu fardo com outras pessoas, mas instigá-las ao erro, sim.

Feliciano está sendo vítima de um patrulhamento ideológico e sendo linchado moralmente. Seus adversários estão colocando palavras em sua boca e o apedrejando por calúnias. Não há como negar isto. Ações terroristas estrategicamente planejadas para nos induzir ao mesmo comportamento que os gays estão tendo para assim causarem mais caos a ponto de que se possível venha ser uma guerra civil. Tem idéia no que isto resultaria?

Enquanto nos digladiamos por liberdade de expressão e democracia, os financiadores do caos, lutam para tirá-la de nós. É uma situação crítica esta. Todos nós, gregos e troianos estamos em campos minados, ambos cercados e manipulados, sendo vítimas de um jogo político macabro.  

Não tenha dúvidas, respondendo aos manifestos com atos semelhantes, haverá conflitos desnecessários e destruidores para esta causa. Os cristãos realmente não são jihadistas fanáticos, como disseram, mas até que ponto no meio das agressões verbais e físicas resistirão como cordeiros?

É certo que o silêncio dos bons assusta mais do que o grito dos maus, porém, se os bons gritarem como tolos, o prejuízo será muito maior do que o causado pelo silêncio.

Há um equívoco nesta questão! Se não separarmos os assuntos que estão misturados será impossível fugir desta confusão. Se a igreja aderir a esta revolta estará fazendo os jogos políticos e causará maiores danos, talvez irreparáveis, no que se refere à liberdade de expressão.
Para explicar isto melhor quero apresentar um vídeo do professor Olavo de Carvalho.




Responder com as mesmas ações de provocação como já pode ser visto com o beijo hétero, será fazer o jogo do inimigo. No campo do inimigo e fazendo o jogo dele, jamais poderemos vencê-lo. 
A orientação correta para a igreja está na Palavra de Deus e não nos lamentos do homem enfraquecido chorando por socorro. Soframos a dor e até carreguemos nas costas se for preciso, mas não desçamos da cruz. Sem ela não haverá vitória.

Vou apresentar dois dos princípios que me nortearam a escrever esta matéria.

“Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.
Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” Mateus 5:38-41

Muitos entendem isto como uma atitude de tolos, mas se trata de uma arma poderosa de defesa, de cobertura espiritual e também jurídica.

Espiritualmente falando é isto que voga: “Se alguém tem ouvidos, ouça. Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.” Apocalipse 13:9-10


Não é tão diferente na lei dos homens. Use da violência contra violência e verás.  

Desde que os principados e potestades do ar foram expostos e vencidos por Cristo em sua obra, o alvo de ataque do povo de Deus deixou de ser a carne e o sangue. 

“Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.  E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. “ Colossenses 2:14-15
Paulo na sua epístola aos efésios, escreveu:

“E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos
pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. “ Efésios 2:1-3


Continuando:
“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” Efésios 6:10-12

Confrontos carnais não atingirão o reino espiritual. A nossa principal arma de ataque é a Palavra. Isto prova que somente no campo das ideias é que teremos êxito.
Como diz no vídeo o professor Olavo de Carvalho, atacar o pano vermelho fará da igreja exatamente aquilo do que a acusam: Homofóbica.

O apoio a esta causa e consequentemente ao deputado Feliciano será eficaz se for conduzido nos parâmetros da Palavra e amparado nos direitos constitucionais, focados no alvo certo, na causa e não nos  efeitos como se pretendem.   Fora destes preceitos, todo o esforço será em vão.

Pra finalizar gostaria de dizer que oferecer a outra face não é sinônimo de cruzar os braços e deixar que tripudiem sobre você, mas que não caia na cilada de entrar no jogo das agressões.

Os poderes que estão por trás do movimento gay vêm lá do topo da pirâmide. O que eles querem é causar mais confusão e dominar tudo pela ordem do caos. Eles buscam um motivo para revolução.

O movimento gay é financiado para realizar todos estes conflitos.  Lembre que o alvo é a moral judaico-cristã.

Para vencermos, teremos que fugir das manipulações, assumir as armas espirituais, tomarmos conhecimento do que realmente se esconde por trás dos interesses daqueles que financiam estes conflitos, usar o bom senso, a prudência e amparados no direito resistirmos bravamente às leis supranacionais que nos são impostas.

Não são os homossexuais nossos inimigos e também não somos os inimigos deles. É assim que querem  que todos vejam. Este quadro pintaram para nos enganar.  Existe um ponto de equilíbrio, é a isto que temos que buscar.

Não podemos enquanto igreja impor as “leis” que nos regem como padrão de comportamento para a sociedade secular. Se forçarmos neste caminho, estaremos cometendo o mesmo erro que os ativistas gays.

A diversidade cultural dentro do nosso país naturalmente já cria problemas sociais que dificultam a democracia, quanto mais ainda quando fomentado por interesses políticos e religiosos que visam somente o interesse de alguns.

Para os tais, cristãos e gays são inúteis, assim como judeus e muçulmanos. Por isso incitam um contra o outro para que se destruam.

Os vencedores da guerra nunca estão nos campos de batalha, mas em seus escritórios confortáveis.

As imagens seguintes contam uma história. Olhe para elas e analise quem parece ter vencido esta guerra.


O Povo?















     








Os Soldados?












Quem??? Clique para saber.










Movimento homossexual agride
jovens católicos em Curitiba-PR


Pergunto: Em que estas manifestações colaboram
senão para provocar ainda mais conflitos?


Ativistas Homossexuais estão
usando armas e pregando violência






Considerações
Finais

A Raposa Expert



Share:

quinta-feira, 21 de março de 2013

O Que é o Institucionalismo e como Ele Afeta a Igreja?




Antes de Constantino, a igreja, apesar de organizado, foi menos institucional e mais comum ou orgânica. Em outras palavras, o mundo não pensava na “igreja" como aquele prédio na esquina. Em vez disso, pensavam em uma comunidade de pessoas que eram distintas tanto em sua conduta como no seu caráter, sendo suas características gerais o amor pelos outros, a compaixão para com os necessitados e viviam cheias de alegria. Os primeiros cristãos viviam com esperança e compartilhavam sua visão esperançosa da vida e de um mundo melhor através da obra redentora de Jesus Cristo. Estes cristãos viam o mundo através do olhos de Jesus Cristo, cheios de lágrimas, vendo que as coisas não estavam como deveriam ser. Essa visão moldou sua missão e propósito enquanto trabalhavam para trazer o poder redentor de Cristo e de seu reino para cada aspecto da vida e da sociedade. Esses cristãos, através de confiança em Deus, iriam mudar o mundo!


Ao longo dos séculos, no entanto, isso mudaria. Primeiro, o casamento entre a Igreja e o Estado levaria a uma concentração de poder social, cultural e política que corrompe. Foi essa condição que, em grande parte, provocaria a Reforma Protestante. Depois veio o Iluminismo, com sua ênfase na razão humana. Ao longo dos anos, a influência do Iluminismo elevou o papel do homem nas relações humanas e diminuiu o papel do Espírito Santo e do reino de Cristo. Cada vez mais dentro da igreja, os homens passaram a confiar mais em técnicas de gestão e estratégias humanas (ou seja, nas ferramentas da modernidade) para cumprir a missão da Igreja na Terra.


Hoje, as revoluções gerenciais e terapêutica do século XX passaram a dominar. Como resultado, a igreja é menos comum, menos orgânica e mais institucional. Nós nos tornamos dependentes de programas e técnicas de marketing que tendem a tratar a igreja como uma mera organização a ser mantida e gerida, em oposição a uma vida sobrenatural vivida em conjunto e de acordo com reino de Deus.Este alojamento cultural tornou a Igreja e sua missão menos relevantes e desprovidas de qualquer poder real de influenciar o mundo.

A solução, na minha opinião, é se arrepender de nossa dependência das ferramentas da modernidade e buscar em primeiro lugar o reino. Em termos práticos, isso significa que temos de recuperar a realidade acerca do Reino de Deus, recuperar essas virtudes paradoxais que ensinam que o poder real vem de Deus, mas isso só pode ser expresso através do abandono do poder terreno, ansiosamente oferecendo perdão, buscando o bem-estar dos outros em vez do nosso e amando as pessoas incondicionalmente. A realidade da nossa salvação no reino de Deus deve nos levar a não confiar em nossa própria compreensão, mas em vez disso a sermos filhos dependentes de Deus, seguindo no caminho radical de Jesus.
Devemos aprender mais uma vez para permanecer em Cristo, permitindo-lhe transformar-nos em santos filhos do Deus vivo que receberam novas vidas, que mostram seu poder e caráter. Esta é a forma radical de Jesus e simplesmente não há outra maneira em que a igreja pode ser verdadeiramente fiel à sua missão.

Por S. Michael Craven



Como o Imperador romano  Constantino se apossou da igreja de Roma e assumiu o lugar de Cristo nela:



Share:

quarta-feira, 20 de março de 2013

Tocando a Trombeta - Parte 1



VOCÊ SABE QUAL É A VERDADEIRA MISSÃO DE UM PROFETA?

“A ti, ó filho do homem, te constitui por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lhes darás aviso da minha parte.” (Ezequiel 33:7)

A missão principal de um profeta é preparar o povo por meio das profecias bíblicas para aquilo que  Deus fará.

O povo cristão nunca está disposto a receber  tratamentos corretivos da parte de Deus, e o ministério profético tem o dever de sair antes da ação divina com o propósito de conduzir ao quebrantamento, denunciando pecados e promulgando as sanções divinas.

Um profeta sempre se encontrará em situações delicadas tendo que confrontar ideologias e seus idealistas, teologias e seus teólogos, mensagens e seus mensageiros.

Nunca em nenhum momento na história de Israel, os líderes do povo e nem o povo receberam os profetas de seu tempo em paz. A quase todos perseguiram e mataram. Não admitiam serem confrontados porque sempre criam em um Deus de favores e nunca de Justiça, um ser insensível para com seus pecados.

O caminho do verdadeiro profeta é sempre na contramão do caminho natural do mundo. Seu compromisso com as Escrituras está acima de sua vida e bem estar. O reino de Deus é seu principal objetivo de vida. Um profeta sabe que somente a mão corretiva de Deus é que pode mudar o curso de seu povo com o tratamento adequado, ferindo a quem tiver que ferir, restaurando a quem tiver que restaurar. Porque se Deus não intervir no caminho do seu povo com vara e lhe açoitar como é necessário ele se auto destrói em busca das utopias causadas pelos delírios que a cobiça promove em seu coração infiel. Em todo o tempo a concupiscência dos olhos e a soberba da vida são as  portas por onde entram todos os males que corrompe o homem interior.
Na nova aliança a linguagem profética mudou, porque no passado Deus falou a seu povo Israel por meio dos profetas, mas a nós fala por meio de seu próprio Filho. Todo aquele que profetisa nos dias de hoje tem que permanecer fiel e nos parâmetros das revelações de Cristo, as quais apontam conjuntamente para a  consumação plena do Seu reinado AQUI NESTE PLANETA,  onde o trono de Davi o aguarda.

Examinando as profecias do Senhor Jesus fica claro tudo o que vivemos, não somente no contexto de Brasil, mas de todo o mundo. Não somente neste tempo, mas em toda a história até aqui.

Com base nisto, quero convidar a todo líder que se autoproclama servo do Senhor para uma reflexão:

Todo aquele que não se render ao cativeiro de Cristo (Sã Doutrina) será traspassado pelas espadas de Karl Marx.

Assim como Israel esteve no cerco por Nabucodonosor, rei de Babilônia, estamos todos nós no ocidente pelos comunistas.

Se você não tem consciência do que isto significa e da gravidade do que estamos vivendo  é porque tem gasto seu tempo com coisas fúteis e desnecessárias para a igreja de Cristo nestes tempos de trevas.

É preciso mudar as mensagens no pulpito e apregoar "
o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que ele seja glorificado." (Isaías 61:2-3)


É preciso
mudar as prioridades porque o tempo da calamidade está à nossa porta, e muito duro será enfrentar o adversário aparelhados com as armas erradas, aquelas que não tem poder algum contra os inimigos.

Se as ministrações nos templos não tomarem o rumo de encontro ao que as profecias a muito nos dizem  e consequentemente conduzir os crentes a uma consciência de reino pelo qual é preciso dar sua própria vida,  grande será o prejuízo, porque é o fogo que provará a obra de cada um de nós que edificamos, e toda obra edificada com palha, feno e madeira será queimada.

Todo atalaia tem a responsabilidade sobre aqueles a quem foi instituído como tal e dará  conta do sangue de cada um a Deus, a menos que tenha tocado sua trombeta para alertar das ciladas do diabo, as quais se apresentam a nós como palavra de Deus mas não passam de ventos de doutrinas. 


As heresias tem o objetivo de alterar na mente das pessoas o real propósito da obra de Cristo e elas tem tido êxito, pois os frutos da ignorância espiritual é a principal prova disto. O  rebanho não difere muito dos leigos e desgarrado caminha na prática de religiosidades inúteis não discernindo nem mesmo os lobos que se abastam de seus recursos e o entrega a toda sorte de engano e miséria espiritual.

A pior entre todas as heresias desta época é esta falsa graça que insistem pregar. Mensagens comodistas que não confrontam pecados que afirmam salvação para almas perdidas as quais nunca tiveram novo nascimento.

Esta graça maldita na verdade é só mais uma das muitas faces da teologia da libertação, da qual Leonardo Boff é seu grande precursor e tantos outros pastores evangélicos com ele. É nesta ideologia também que a teologia da prosperidade tem tem suas raízes. É nesta fonte que bebem os libertários disfarçados em pele de ovelha, que vestidos de falsa modéstia enganam as pessoas com bajulações e falsas promessas bíblicas enquanto fixam ainda mais no povo leigo o marxismo cultural, destruindo da mente delas toda a capacidade de entender as verdades Bíblicas.

Se você é um destes quero ter o prazer de lembra-lo que a misericórdia de Deus não invalida sua justiça.

"E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.

Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo;" 2 Pedro 2:1-4

 É esta a realidade da igreja e se você realmente faz parte do corpo de Cristo, ama as almas e tem sede da justiça de Deus, não negligencie esta admoestação.

O cerco se fecha e a igreja será dividida em duas. Aqui não se trata de dissidência, mas de sobrevivência.  Uma delas será perseguida e a outra servirá o governo. Trata-se do cumprimento da parábola das 10 virgens. Esta profecia se cumpre em todos os lugares nestes últimos tempos, alguns mais cedo, outros mais tarde, mas em todo lugar onde o evangelho foi proclamado não será diferente. 

A perseguição a nós destinada promoverá o verdadeiro avivamento, porque quando nos arrancarem da utopia que os hereges ao longo do tempo vem promovendo, nossos olhos se voltarão para o alto, onde na verdade devemos possuir os verdadeiros tesouros.

Nestes tempos de confusão,  só a perseguição para despertar os que dormem, caso contrário, nenhuma carne seria salva. A perseguição fará com que os fiéis sejam vomitados da boca do sistema religioso corrupto e do domínio do estado. A corrupção e não a perseguição é o motivo pelo qual a igreja deverá ser arrebatada.
"Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias." Mateus 24:21-22

Todo aquele que permanecer neste evangelho podre da atualidade não escapará da ira de Deus. Quem prega paz não tendo dito o Senhor que há paz, mente conduzindo o rebanho para o matadouro. Infelizmente a igreja está apta a ouvir aos que a engana e endurecida para aqueles que lhe diz a verdade. Isto porque se tornou carnal completamente e mimada pelos seus bajuladores que vivem de sua gordura. Não suporta ouvir a verdade, possui os ouvidos ávidos pelas fábulas e doutrinas de demônios.



Lampejos da Sã Doutrina
O totalitarismo comunista já tomou todo o ocidente, em alguns lugares mais em outros menos, mas já se alastrou tomando tudo à sua frente. Suas ideologias a tudo permeia inclusive a mente do povo cristão que a muito está embotada e formatada pela cultura marxista.  Já não se fala mais em pecados, este mal se tornou algo irrelevante nas mensagens pregadas. Não há mais compromisso com os valores estabelecidos no evangelho e grande parte nem
 noção do que seja isto possui


É o liberalismo total! Por outro lado, muitos líderes tem se mostrado esquecido que não é  somente o homossexualismo que privará a muitos de herdarem o reino dos céus. Os adúlteros, as fornicações e tantas outras práticas presentes em suas vidas, também:

"Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. "  I Coríntios 6:10


A Sã Doutrina afirma que SOMENTE aquele que não anda segundo a carne é que não está sob a maldição da Lei. Não podemos legitimar a GRAÇA em nós se não andarmos em obediência ao evangelho de Cristo. Podem me rotular como acharem melhor, mas quero ver quem poderá invalidar a doutrina de Cristo.



"Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.

Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estasacerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus." Gálatas 5:16-21

Todo aquele que não é guiado na palavra pelo Espírito de Deus permanece sob a maldição da Lei. O pecado é tudo aquilo que a Lei condena, e uma vez que alguém peca, contra a Lei peca e por ela é redarguido.

Se algum crente no Senhor tem convicção de salvação não estando em conformidade com esta palavra, está enganado a si mesmo e sua vida é um exemplo de farisaísmo. As prostitutas e meretrizes possuem mais chances do que este porque elas reconhecem que estão em pecado.

A Sã Doutrina continua dizendo:

 " Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo.
Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.

Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.

Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.

Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil."

Abrindo um parênteses: Será que alguma reivindicação em "nome de Jesus" como ensinam   invalidará este princípio? É obvio que não. Quem prega dízimos e ofertas desassociadas deste principio prega heresia. Deus não aceita oferta de mãos sujas, porque antes de olhar para a oferta, ele sonda sua vida. A significância diante dele somos nós e não nossos bens. O julga mal aquele que não atenta para isto.

Continuando:

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.
Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no infernoE, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.
Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de desquite.
Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. " Mateus 5:17-32

 Como será que esta geração evangélica 
 adúltera e perversa pretende salvar-se da condenação do inferno se não tem guardado nenhum destes mandamentos? E como muitos líderes quererem ter autoridade moral para se pronunciar  contra pecados, como por exemplo a do homossexualismo, do aborto e de muitas outras coisas que tramitam no estado buscando legalização se estão com suas vestes imundas?

Antes de mais nada é preciso tirar a trave do próprio olho e limpar o interior do copo. É preciso deixar que a palavra de exortação dos evangelhos os tirem da sepultura reconhecendo que são sepulcros caiados, porque de falsa moralidade o mundo já está farto.  


Como sal insípido e possuidores da lâmpada sem azeite não conseguiremos fugir da ira. 

É preciso voltarmos para as bases do evangelho enquanto ainda é possível, do contrário não teremos forças para resistir.  Por outro lado, quem conhece e não pratica é pior do que o ímpio que recusa conhecer. Naquele dia 
haverá menor rigor  no julgamento de Sodoma e Gomorra do que para Jerusalém.

Possuir convicção de salvação e viver em pecado é o que tira toda a chance de salvação de uma pessoa. Assim viviam os filhos de Abraão. Diziam que estavam garantidos por serem filhos de Abraão, mas suas obras não confirmavam sua filiação.

E quem incutiu isto em sua mente, também é filho do diabo, porque te enganou com a falsa convicção, com o falso evangelho. Ninguém que viva em pecado endurecendo seu coração para o evangelho de Cristo, ainda que confesse Cristo com os lábios poderá ser salvo, porque sua vida o nega. A verdadeira confissão a respeito de Cristo é a prática das obras que ele praticou
.

"
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.

Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.

Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem.

Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?

Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?" Tiago 2:17-21


O grau de contaminações doutrinárias nas igrejas é de proporção incalculável. Os doutores do engano fazem delas discussões filosóficas inextinguíveis capaz de cegar até os mais entendidos no assunto e assim justificam suas heresias libertinas que servem de base tanto para uma como para outra vertente teológica.   

O fato é que a igreja como um todo está desviada de Cristo e só mesmo o "fogo" para resgatar aquilo que se perdeu. Foi no pranto, na dor e na miséria que Daniel pôde entender o motivo do cativeiro, reconhecer seus pecados e de seu povo e se humilhar por eles suplicando o favor de Deus. Até então não entendia a razão da morte de seus líderes, da destruição de Jerusalém e do cativeiro de seu povo.

Assim como Jerusalém, a estrutura corrompida desta igreja será destruída, seu governo arruinado, suas bases calvinistas, arminianas, progressistas ou seja lá qual for que fizer parte dela serão colocadas no pó para que dos remanescentes seja suscitada a igreja que conhecerá o arrebatamento.

Os soberbos irredutíveis que  mantém as doutrinas facciosas no corpo serão envergonhados e o evangelho de Cristo prevalecerá destruindo interiormente as pirâmides religiosas que os cristãos edificaram para dominar o povo remido e os justos neste tempo saberão que a igreja possui somente uma cabeça, um só mediador   e que todos os outros são apenas irmãos.

Os dominadores que se apossaram do rebanho serão obrigados pelo sumo Pastor a abrir mão daquilo que não lhes pertencem.

"
Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos.
E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus.

Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.
O maior dentre vós será vosso servo." Mateus 23:8-11

Sei que agora é difícil digerir a isto tudo, mas quando o regime militar marxista  entrar em ação estas lições farão muito sentido.  Vamos colocar elas em prática por necessidade, assim como já acontecem nos lugares que estão nestas condições aqui descritas.
 
 
Precisamos nos conscientizar da realidade e levar o povo de Deus a um quebrantamento verdadeiro a um retorno à Sã Doutrina. 

É tempo de guerra e não de paz. De escassez e não de prosperidade. Quem afirmar o contrário se constitui mensageiro do engano. Porque a paz e a prosperidade que estão  anunciando é o vínculo perfeito para com a proposta da nova ordem mundial e a mensagem que conduz o mundo para o governo mundial, o falso cristo.

Aqueles que a tempo vem pregando esta paz e prosperidade teceram as teias de renda negra onde multidões tem se enroscado, mal sabendo que a aranha está pronta para traga-los.

É tempo de quebrantamento, de vigiar e romper com as obras infrutuosas das trevas. Muitos de nós seremos perseguidos, lançados em prisões, em campos de concentração e mortos. Quem poderá ser fiel até a morte sem negar o Filho para poupar sua vida senão aquele que estiver confirmado com a verdadeira graça?
Não creiam em mim. Investigue e sonde a realidade a seu redor, ela já é explicita, não é mais oculta. As trevas governa. Existe toda uma situação que nos permeia que com facilidade poderá observada.

Tema a Deus e busque nele a ótica correta, porque todo aquele que não tem praticado o evangelho autêntico de Cristo está confundido por ele.

"
E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda." 1 João 2:28

"Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.

Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele.

Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou." 1 João 2:4-6

Sonde sua base de ensino e sua pratica de vida. Passe-a pelo crivo das Escrituras e sendo o caso, reconheça sua perversão doutrinária e humilhe-se confessando ao Senhor o seu pecado buscando sua restauração. Dê a si mesmo a chance de ser alcançado e restaurado.

Ajunte tesouros nos céus, porque onde estiver seu tesouro também estará seu coração. Evite  estar na multidão que ouvirá: Afaste-se de nim. 

"Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?'

Então eu lhes direi claramente: Não os conheço. Afastem-se de mim vocês que viveram em iniquidades!" Mt 7. 22-23


Share:
Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support